MENU
Sul News
Naviraí - MS, 20/1/2018
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Homem mata a esposa grávida

MARACAJU

Foto: DIVULGAÇÃO
Homem mata a esposa grávida
Thalita Vieira Leandro Seladia

EEEE

Uma jovem de 20 anos, identificada como Thalia Vieira, foi morta na noite desta terça-feira, no distrito de Vista Alegre, no município de Maracaju.

De acordo com o site Tudo do MS, ela foi atingida por um tiro na cabeça e o principal suspeito de cometer o crime é o marido dela, que teria fugido do local e ainda não foi encontrado.

Além disso, a vítima estaria grávida. Vizinhos teriam confirmado que o marido foi quem matou a mulher. O motivo para o homem, que não teve o nome revelado, matar a esposa, ainda não foi descoberto.

Os trabalhos da PM (Polícia Militar) e Polícia Civil em busca do acusado começaram logo após comunicado o crime.A reportagem tentou contato com a polícia local para buscar mais detalhes, mas não conseguiu até o fechamento do texto.

AVISO AO PATRÃO

Depois de matar a esposa de 19 anos com tiro na testa, Irineu Bairros, avisou o patrão sobre, pediu para ele ir na casa confirmar se a vítima havia morrido. O caso foi registrado por volta das 20h de ontem (9), na rua Leonel Barbosa de Souza, em Vista Alegre, distrito de Maracaju.

Conforme boletim de ocorrência, testemunhas relataram que após discussão, Irineu com revólver calibre 22 atirou na testa da esposa, Thalita Vieira Leandro Seladia. Na sequência, o autor saiu atirando para o alto e fugiu para uma área de mata. A Polícia Militar foi acionada e fez buscas na região, mas nada foi encontrado.

O patrão de Irineu contou à polícia, que durante a fuga o autor passou em frente a sua casa e informou sobre o crime. Ele pediu ainda que a testemunha fosse até a residência para confirmar se a vítima havia morrido.

Na casa, onde ocorreu o assassinato foram encontradas munições de revólver calibre 22. O caso foi registrado como feminicídio. Até o fechamento deste texto, Irineu não havia sido preso. Segundo informações, que ainda serão confirmada, a vítima estava grávida.