MENU
Sul News
Naviraí - MS, 25/7/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Minha homenagem ao pequeno/grande homem

Por Paulo Hamilton Marinho 02/02/2017 - 11:08 hs

* PAULO HAMILTON MARINHO 

 

Grande figura humana deixou-nos esta madrugada indo habitar, com toda certeza planos superiores.

Guardarei em minha mente momentos de bate-papo descontraído, onde me contava as dificuldades enfrentadas vividas durante o decorrer de sua passagem por aqui.

Creio, que tenho sua autorização para chamá-lo de AMIGO.

Em sendo assim, meu caríssimo AMIGO, do lugar que está ocupando e para o qual se fez merecedor em sua estada carnal entre nós, espero que tome conhecimento desta singela homenagem que “ousei” lhe prestar, de improviso e saindo do fundo do meu coração.

Senhor Sakae foi uma das pessoas mais inteligentes que conheci e que a todos encantava com o seu jeito tímido de se apresentar, mas que sempre nos trazia novo ensinamento, nova mensagem de fino humor e cuja ausência deixa imensa lacuna no coração de todos os Naviraienses.

Parafraseando o grande Gonçalves Dias, eu digo: ”Senhores, eu vi”, sou testemunha de toda sua época.

Senhor Sakae, um fantástico líder ruralista Sul-Mato-Grossense, homenageado pela egrégia Assembleia Legislativa do nosso Estado como Cidadão Benemérito Sul-Mato-Grossense, tinha uma família extraordinária e ele era um bom exemplo de ser humano. Teve uma vida inteiramente dedicada ao progresso e desenvolvimento de Naviraí e, particularmente ao setor da agricultura e ao agronegócio. Nossa homenagem póstuma ao senhor Sakae, que viveu 86 anos de bons exemplos, de dignidade e honestidade. Merece todas as homenagens e a nossa solidariedade à família hoje enlutada.

Em criança me ensinaram que quando uma pessoa morria, uma nova estrela no céu aparecia. Ouve-me, querido amigo, quero ver tua estrela no céu brilhar, tal qual tu brilhaste aqui na terra! E quando puderes participa também de preparar o nosso reencontro.

“Os grandes homens parecem maiores à distância do que de perto. (Marquês de Maricá).
Enquanto escrevia esta homenagem, ouvia ao fundo a canção PAI, interpretada nesta ocasião pelo jovem Padre Fabio de Melo! Desavergonhadamente, meu caro amigo, chorei.


* PAULO HAMILTON MARINHO é professor aposentado da Rede Estadual de Ensino. Membro da ANAPE – Associação Naviraíense dos Poetas e Escritores, e é membro do Conselho Municipal de Cultura.