Seja bem vindo
Naviraí - MS,18/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Confirmações de dengue aumentam 116,4% em uma semana

Foram mais de 800 casos prováveis em uma semana, chegando a 2.816, e acréscimo de um óbito em investigação. Confirmações subiram de 310 para 671 positivos no mesmo período

Fonte: MIDIAMAX
Confirmações de dengue aumentam 116,4% em uma semana

MIDIAMAX

O Boletim Epidemiológico da dengue referente à semana 6 deste ano, publicado pela Secretaria de Estado de Saúde nesta quinta-feira, mostra o registro de 2.816 casos prováveis de dengue, um aumento de 36,8% nas notificações em apenas uma semana.

Em relação aos casos confirmados de dengue, o aumento foi de 116,4%, considerando os 310 registros da semana 5 e os atuais 671 da semana 6. Os óbitos também dobraram e agora a Secretaria Estadual de Saúde investiga duas mortes.

O documento também amplia para 10 o total de municípios de Mato Grosso do Sul com alta incidência de dengue, considerando os casos prováveis. São eles Aral Moreira, Paranhos, Sete Quedas, Costa Rica, Coronel Sapucaia, Laguna Carapã, Chapadão do Sul, Rochedo, Brasilândia e Tacuru.

Somente as cidades de Ribas do Rio Pardo, Glória de Dourados, Inocência, Juti, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Sonora e Taquarussu ainda não notificaram casos prováveis da doença, até esta edição do boletim, que considera dados até o último dia 10 de fevereiro.

Os casos prováveis de dengue até a sexta semana epidemiológica apontam que 20, 83% das notificações são referentes a pessoas entre 20 e 29 anos, seguidas por pessoas entre 30 e 39 anos (18,06%), crianças e adolescentes entre 10 e 19 (15,40%); e adultos entre 40 e 49 anos (13,09%). A maior parte dos pacientes é de mulheres (53,2%), com 46,8% das notificações referentes a homens.

Clique AQUI para conferir o boletim na íntegra.

Vacinação é exclusiva para crianças

A campanha de vacinação contra a doença está exclusiva para crianças de 10 a 11 anos em razão da doença ser mais agressiva para crianças desta faixa etária. A expectativa é que conforme mais doses do imunizante cheguem ao Estado, as faixas etárias sejam ampliadas.

A vacinação começou no domingo (11) após a chegada de 69 mil doses da vacina Qdenga no Estado. O mutirão de vacinação contra a dengue segue nesta terça-feira, em Campo Grande. A cidade recebeu 24.639 doses da vacina Qdenga para imunizar crianças de 10 e 11 anos.

80% dos focos da dengue estão nas casas

De acordo com a SES (Secretaria Estadual de Saúde), 80% dos focos estão dentro das residências e a população precisa ficar atenta para eliminar a fonte do vetor das doenças.

O ciclo de reprodução do mosquito é rápido, de aproximadamente oito dias. A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil realizou uma reunião em 7 de fevereiro com representantes dos órgãos estaduais e instituições parceiras. No encontro, foi tratado sobre o estado de alerta em saúde pública e a necessidade de visita às residências para garantir a eliminação dos criadouros.

“Em primeiro lugar nós precisamos informar a população que mais de 80% dos focos positivos estão nas residências. Caixa d’água, calhas, latinhas, lixo doméstico, oriento para que não deixando nenhum lugar com água acumulada. É muito importante que neste momento os moradores compreendam a necessidade e mantenham a casa livre de mosquito. Vamos eliminar toda a água parada, assim estaremos eliminando o mosquito e evitando a doença”, explicou o coordenador estadual de controle de vetores da SES, Mauro Lúcio Rosário.




COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.