MENU
Sul News
Naviraí - MS, 20/1/2018
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Eleições vão demandar R$ 7,3 milhões extras ao TRE-MS

ELEIÇÕES 2018

Foto: BRUNA KASPARY
Eleições vão demandar R$ 7,3 milhões extras ao TRE-MS
Valor é calculado pelo número de eleitores no Estado que, inclusive, devem fazer cadastrar biometria

- Recurso provém de repasse específico para pleitos eleitorais -

CAMPO GRANDE NEWS

Pouco mais de R$ 7,3 milhões devem ser incorporados ao orçamento do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) para financiar as eleições em 2018. Licitações no período, como de cópia e digitalização de documentos, apresentam valores diferentes para suprir demanda de atendimento de eleitores e candidatos nos cartórios da Capital e do interior.

O recurso provém de repasse específico para pleitos eleitorais, conforme a assessoria de impresa da corte, liberado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Seu cálculo considera o número de eleitores sul-mato-grossenses, hoje em 1.867.159 pessoas, ao definir custo de R$ 3,95 por voto para cobrir despesas adicionais de logística, segurança e alimentação.

Três anos depois de se desembolsar R$ 3,03 por eleitor, houve pequena elevação de 2,65% no número de pessoas aptas a votar. Os dados ainda serão atualizados com a obrigação do cadastramento biométrico até março. Quem não o fizer terá cancelado o CPF, Bolsa Família, fica impedido de se matricular em instituições de ensino e tomar posse em concurso.

EDITAL

Aviso de licitação por pregão eletrônico, publicado nesta quinta-feira (7) no Diário Oficial da União, exemplifica o aumento de gastos do TRE-MS. Contrato de dois anos para fornecimento de máquinas multifuncionais, cópias, impressões e digitalizações está orçado em R$ 552,2 mil. Somente no ano eleitoral são consumidos mais de R$ 324 mil em serviços.

Há estimativa do tribunal que no ano não-eleitoral realize 60 mil cópias ou impressões em preto e branco, ante 100 mil no período das eleições. Coloridas variam de 500 a 1000 e digitalizações ficam entre 3 e 5 mil. Valores unitários são de R$ 0,14, R$ 0,90 e R$ 0,02.

Em outros contratos, como o dos Correios são adotadas medidas complementares a fim de atender o transporte das urnas eletrônicas a cada ponto de votação. Isso sem contar com o aumento de gastos com energia elétrica, telefonia, horas extras de servidores, força policial, mesários, água e alimentação que devem ser supridos por valor menor que R$ 4 por eleitor.