MENU
Sul News
Naviraí - MS, 24/11/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Klein pede a implantação da guarda escolar

NAVIRAÍ

Foto: ARQUIVO
Klein pede a implantação da guarda escolar
Antônio Carlos Klein, vereador pelo PV de Naviraí

EDILSON OLIVEIRA

Após protocolar documento junto à Mesa Diretora, no plenário da Câmara Municipal, ontem, durante a sessão ordinária, o vereadotr Antonio Carlos Klein apresentou uma indicação de necessidade ao prefeito José Izauri de Macedo (DEM), com pedido de urgências para que haja a implantação de uma guarda escolar.

A propositiura foi feita com cópia endereçada para a gerente de Educação e Cultura - Fátima Liutti, para o gerente assessoramento pedagógico - Sergio Jacomeli, e para o gerente de Administração - Eduardo Mendes Pinto, com cópia também para todos os diretores das escolas municipais. Klein declarou que quer que haja a "colocação de guardas fardados e preparados, para atuarem no controle da violência, armas e tráfico de drogas, no âmbito das escolas e áreas circunvizinhas, durante todo o horário de funcionamento e quando da entrada e saída dos alunos".

na sua justificativa, Klein declarou que "é público e notório, que hoje em dia, diretores, professores, funcionários administrativos e alunos de nossas escolas são obrigados a conviver com fatos que passaram a fazer parte do cotidiano de alguns dos nossos maiores centros urbanos, como a posse ilegal de armas e o tráfico de drogas".

Klein disse ainda que "infelizmente, em Naviraí já foi registrado caso de agressão física contra aluno através de outro aluno armado dentro da sala de aula. O próprio diretor da Escola Antonio Fernandes sofreu tentativa de homicídio realizada por um aluno. A diretora da Escola Maria Aquino recentemente foi ameaçada por pessoa ligada ao tráfico dentro de sua própria escola. Diretores colecionam todo tipo de armas trazidas por alunos para dentro das escolas. Traficantes fazem ponto na frente de escolas nos horários de entrada e saída dos estudantes". 

O parlamentar afirmou que "é uma situação muito difícil, delicada, assustadora e que vem crescendo à cada dia. Não é mais possível ficar esperando que um milagre aconteça e que como num passe de mágica tudo isso acabe e professores, alunos e funcionários, passem a viver em paz e em segurança. É preciso ver, julgar e agir imediatamente para que não tenhamos que nos arrepender depois pela inércia e omissão na procura de uma solução. Ver todos já viram: a violência está instalada; julgar ou estudar o problema é o que se faz a cada momento".