MENU
Sul News
Naviraí - MS, 22/11/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Desfile é recebido com protesto de grevistas e moradores

DOURADOS

Foto: HÉLIO DE FREITAS
Desfile é recebido com protesto de grevistas e moradores
Moradores cobrando asfalto e professores protestando por reajuste marcam presença em desfile

- Moradores cobrando asfalto e professores protestando por reajuste marcam presença em desfile -

HÉLIO DE FREITAS / CAMPO GRANDE NEWS

Afetado pela greve dos educadores, começou na avenida Marcelino Pires, o desfile de 7 de setembro em Dourados. As divisões do Exército abriram o desfile, que acontece na Avenida Marcelino Pires. Das 45 escolas municipais, só 12 participam por causa da paralisação na educação, iniciada no dia 21 de agosto.

Servidores da educação, em greve por melhores salários, receberam o apoio de moradores de bairros da periferia que levaram cartazes e faixas para cobrar asfalto. Apesar do número reduzido de estudantes em relação aos anos anteriores, a prefeitura prometeu que o desfile será “um dos melhores dos últimos anos”.

Segundo a organização, 50 instituições vão passar pela avenida, entre as quais seis instituições militares, entidades particulares e pelo menos duas mil alunos dos centros de educação infantil municipal, onde a greve não teve tanta adesão como nas escolas. Entre as instituições particulares que vão desfilar estão o CTG, o clube nipônico, grupos esportivos, de música e dança.

Professores e servidores administrativos do município se concentraram no começo do desfile e com apoio de estudantes, sindicalistas e movimentos sociais vão participar de mais uma edição do “Grito dos Excluídos”.

Nesta semana, várias escolas suspenderam totalmente as aulas em apoio à greve dos professores, que oficialmente acontece apenas de forma parcial devido a uma liminar do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. A prefeitura alega que não tem dinheiro para conceder o reajuste dos salários em 2017.