MENU
Sul News
Naviraí - MS, 20/10/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Rick diz que apóia Lourdes e que jamais pensou maldade para ter a vaga

NAVIRAÍ

Foto: DIVULGAÇÃO
Rick diz que apóia Lourdes e que jamais pensou maldade para ter a vaga
José Ricardo Biscaro Júnior (Rick - PMN) em visita a vereadora Lourdes Elerbrock

EDILSON OLIVEIRA

Entre os vários nomes que a população de Naviraí suspeita e até comenta nas rodas de conversa e bastidores da política da cidade, sobre a suposta autoria dos perfils falsos (fakes) do Facebook, houve comentários de que e publicitários e promoter de eventos - André Ricardo Biscaro (Rick - PMN) poderia ter agido de má fé, por ser beneficiário de uma eventual cassação da vereadora Lourdes Elerbrock, em suposta ação de crime eleitoral via abuso de poder econômico (compra de votos).

Procurado pelo SULNEWS, Rick disse que jamais faria qualquer maldade para obter a vaga de vereador, no lugar da vereadora. "Sou muito perseguido e atacado em rede social, e eu entendo a busca do culpado ou de culpados e, entendo a ida da dona Lourdes na Polícia Federal. Tem mesmo é que procurar saber quem fez estas barbaridades, mas eu não tenho nada a ver com isto, e não é fazendo maldade que vou querer ser vereador".

Rick disse que Deus quis ela no cargo e o povo a escolheu, e ele respeita a vontade popular. "Não posso ficar torcendo contra e não tenho nada a ver com a criação de fakes, e quero que todos se lembrem que por eu estar no jornalismo (Rick tem um site de notícias - Jornal do Cone Sul), com uma postura de defesa do prefeito (José Izauri de Macedo - DEM), sou muito atacado por diversas pessoas que usam fakes".

O publicitário de eventos, Rick, do PMN, disse que torce para que "os culpados pela proliferação de fakes (perfis falso no Facebook) sejam desmascarados pela Polícia Federal e tomara que sejam logo punidos", encerrou.

Rick disse que hoje foi fazer uma visita à vereadora Lourdes Elerbrock, para prestar solidariedade e oferecer apoio para as ações dela.  

ENTENDA O CASO

A eleitora identificada no Facebook como Natiele Perreira (provavelmente um fake), em um contraponto a eleitora Cleuza Resende, indiretamente acusou a vereadora Lourdes Elerbrock (PV), de ter cometido o crime de abuso de poder econômico e de corrupção eleitoral, via compra de votos. A acusação é feita pela eleitora Natiele, na resposta para a eleitora Cleuza Resende, em comentários na página do Facebook da vereadora.

Cleuza disse "Bom dia Natiele Perreira, você não entende nada de politica. Estão começando os trabalhos, como vc pode dizer algo (sic)" .  

Natiele responde - "Entendo muito, inclusive o cadastro de 50 reais que foi feito na casa do meu pai. 50 antes e 100 depois, Qdo eu falo é pq tenho certeza e prova (sic)".

O objetivo do fake seria incriminar a vereadora Lourdes Elerbrock, para ser processada, perder o cargo, responder a processo e ficar inelegível por oito anos. Então o beneficiário seria o suplente de vereador Rick Eventos (PMN), atual presidente da Associação de Moradores do Jardim Progresso, que passaria a ocupar a vaga e a cadeira da vereadora.

A acusação de Natiele foi printada e já roda na rede do aplicativo WhatsApp, em toda Naviraí. 

O VERDE DA DISCÓRDIA

A reação da vereadora Loudes Elerbrock, que acabou levando a comentários de defesas e de ataques a vereadora foram feitos em baixo de um comentário dela atacando indiretamente ao internauta Antônio Bianchi (Verde), que no fim de semana, no Facebook, apresentou um vídeo gravado na frente da Câmara Municipal, junto a cestas básicas (doadas por um empresário) que foram colocadas no canteiro central da avenida.

Bianqui disse que os vereadores devem trabalhar pelo povo, que está passando fome, com falta de emprego e chamou a atenção dos edis para o problema da falta de emprego.  Ele, indiretamente (sem citar o nome), lembrou da vereadora Lourdes Elerbrock, que defendia a redução dos salários dos vereadores e que patrocinava ou pelo menos apoiava as manifestações com barracas, faixas e fogos de artifício, na frente da Câmara Municipal de Naviraí, na época das cassações dos treze vereadores empossados em primeiro de janeiro de 2013.

A vereadora Lourdes Elerbrock resolveu criticar os críticos, sem citar nomes, em provável reação ao post do vídeo de Antônio Bianchi (Verde), o que ocasionou comentários favoráveis e contrários, e entre os quais os comentários de personagens falsos (fakes).