MENU
Sul News
Naviraí - MS, 24/11/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Klein quer informações sobre os terrenos do Vila Alta

NAVIRAÍ

Foto: ARQUIVO
Klein quer informações sobre os terrenos do Vila Alta
Antonio Carlos Klein, vereador pelo PV de Naviraí

EDILSON OLIVEIRA

Na Câmara Municipal de Naviraí, o vereador Antônio Carlos Klein (PV) apresentou o requerimento pedindo informações sobre a doação de terrenos do conjunto habitacional Vila Alta. O documento foi protocolado junto à Mesa Diretora, foi enviado ao prefeito Izauri de Macedo (DEM) e para o gerente do Núcleo dde Habitalçao Popular da Gerência de Obras - Gessé Andrade.

Klein requer a realização de um levantamento de todos os terrenos doados pelo município na região do conjunto Vila Alta, em quais os beneficiários não cumpriram as exigências da Lei nº 1.464 de 26 de agosto de 2009, que autorizou a doação. Klrin quer saber quais são os beneficiários que não construíram no terreno doado, e pede para que seja dito se preenchem os requisitos para serem beneficiados com a doação.

na sua justificativa, Klein disse que “o Vila Alta foi constituído exclusivamente com terrenos doados pelo município para construção de moradias. Verifica-se que existem vários terrenos que ainda não receberam nenhum tipo de benfeitoria, muito menos a construção de casas para moradia, que é o objetivo principal da doação. Verifica-se, também, que existem terrenos que somente foram murados, sem construção de casa, não atendendo, portanto a finalidade social da Lei de Doação".

Klein declarou que "é necessário também verificar se o beneficiário da doação do terreno, que o mantém sem uso, preenche os requisitos exigidos para ser contemplado com a doação”.

Klein sugeredisse que no caso em que os beneficiparios não estao cumprindo a função social, é necessário que haja o levantamento para posterior providência, até mesmo de retomada do terreno, porque o déficit habitacional na cidade ainda é grande". Ele disse que "em quanto há pessoas que tiveram terrenos doados com a finalidade de construção de casas e não utilizam, há famílias necessitadas e que não têm onde morar”, conclui.