MENU
Sul News
Naviraí - MS, 20/8/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Zeca do PT nega ser o mentor do esquema de propina

LAVA JATO - CASO JBS

Foto: ARQUIVO
Zeca do PT nega ser o mentor do esquema de propina
Zeca do PT em sessão da Câmara Municipal quando era vereador

ANAHY ZURUTUZA / CAMPO GRANDE NEWS

José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, voltou a afirmar que nunca cobrou e nem recebeu propina na JBS. O nome do deputado federal e ex-governador de Mato Grosso do Sul voltou a aparecer em meio a denúncias de corrupção, mas desta vez em entrevista dada por Joesley Batista à revista Época.

O dono da JBS afirma que Zeca foi o criador de esquema de cobrança e de propina em troca de incentivos fiscais.

O repórter da Época pergunta para Joesley quando ele começou a pagar propina e ele responde que Zeca, quando era governador, foi o primeiro a cobrar o “por fora”. “Quem inaugurou esse sistema foi o governo do PT. "A primeira vez que fui abordado com essa forma de operar foi em Mato Grosso do Sul, no governo do Zeca do PT. Vi uma estrutura organizada no andar de cima, com o governador. As coisas no Estado só funcionariam dentro da normalidade se estivéssemos alinhados com eles”.

O empresário completa dizendo que o esquema institucionalizado não acabou com o fim da gestão petista. “Esse esquema perdurou até hoje. foi do PT ao PMDB e, agora, está no PSDB. Tudo com o mesmo modelo, o mesmo modus operandi. Mudam os nomes, mas o sistema permanece igual”.

O deputado federal chama a delação do grupo JBS de alarde. Zeca afirmou em nota que “na condição de ex-governador do Estado, nunca pediu e nem tomou conhecimento de que alguém tenha pedido propina ao referido grupo em seu nome ou em nome do seu governo” e desafia os delatores a apresentarem provas contra ele.

O ex-governador explicou que seu governo “implantou uma política para recuperar a economia falida” e para isso, criou política de incentivos fiscais para atrair indústrias para o Estado.

Zeca divulgou ainda que em seus oito anos como chefe do Executivo estadual, 134 indústrias foram instaladas no Estado.