MENU
Sul News
Naviraí - MS, 29/6/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Câmara aprova reajuste de vereadores e funcionários

AMAMBAI

Foto: ARQUIVO
Câmara aprova reajuste de vereadores e funcionários
Câmara Municipal de Amambai

Vereadores tiveram 5,02% de aumento nos subsídios. Funcionários além, do 5,02% de aumento, terão abono salarial de 10%, diz direção da Casa de Leis -

VILSON NASCIMENTO / A GAZETA NEWS

A Câmara Municipal votou em aprovou em regime de urgência especial, na sessão dessa segunda-feira, 20 de março o reajuste dos subsídios (salários) dos vereadores, em 5,02%, em Amambai.

O índice foi o mesmo aplicado pelo Poder Executivo ao funcionalismo público municipal em geral no município, que corrige, segundo a administração municipal, corrige o IPCA 15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

Ao justificar a correção salarial, o vereador Robertino Dias (PSDB) ressaltou que desde 2012 os vereadores de Amambai não tem reajuste salarial.

De acordo com o parlamentar, pelo que determina a lei, um vereador deveria ganhar hoje em Amambai, R$ 7,5 mil, que corresponde a 30% do subsidio de um deputado estadual, mas antes da correção aprovada nessa segunda, de 5,02% os vereadores do município estavam ganhando R$ 6.012,00.

Dias explicou que a aprovação de aumento de subsidio só pode ocorrer de uma legislatura para a outra, mas se os subsídios mensais não estiverem no teto, que é os 30% do salário de um deputado estadual, podem ser reajustados anualmente fazendo a correção da inflação do período.

O vereador acabou vaiado ao ressaltar que o plenário, que estava lotado de professores, não poderia se manifestar e posteriormente dizer em referência às pessoas que estavam no plenário que, “quem quer ser vereador que se candidate”.

ABONOP AOS FUNCIONÁRIOS

Com recurso independente, a Câmara Municipal de Amambai também implantou os mesmos percentuais de 5,02% de reajuste aos servidores efetivos do Poder Legislativo, mas segundo o presidente da Casa de Leis, vereador Carlos Roberto Batista do Nascimento, o “Carlinhos”, também concederá um abolo salarial de 10% a os funcionários da Câmara.

O abono não é incorporado ao salário e em caso de necessidade, pode ser suspenso a qualquer momento.