MENU
Sul News
Naviraí - MS, 22/11/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Janeiro apresenta 32% de queda nas exportações de bovinos

E C O N O M I A - Pecuária

Foto: ARQUIVO
Janeiro apresenta 32% de queda nas exportações de bovinos
Número de abate cresceu 9,2% mas exportações caíram em janeiro

Em janeiro, as exportações de carne bovina in natura somaram 7,5 mil toneladas em Mato Grosso do Sul, o que representa uma queda de 32% em comparação com dezembro, quando as negociações totalizaram aproximadamente 11 mil toneladas, de acordo com Informativo Casa Rural, elaborado pelo Departamento de Economia do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS).

De acordo com a gestora do Departamento Econômico, Adriana Mascarenhas, o resultado é reflexo do atual momento econômico vivido pelos principais compradores da carne bovina sul-mato-grossense. "A Rússia, um dos nossos principais destinos, reduziu as importações devido ao preço do petróleo que tem caído nos últimos meses", alega.

Se comparado com o mesmo período do ano passado, quando as exportações de carne bovina totalizaram 8,9 mil toneladas, o crescimento das comercializações externas atingiu 16,2%.

Segundo Adriana, a tendência é de aquecimento nas vendas. "Apesar desses números, a tendência é de um aquecimento nas vendas internacionais do setor, considerando que o dólar valorizado deve deixar o nosso produto mais competitivo", explica.

A receita das exportações atingiu R$ 29,2 milhões, valor 36% menor que o faturamento de dezembro, de US$ 39,2 milhões. O principal destino dos embarques, no período analisado, foi o Egito que respondeu por 20,3% das vendas, seguido pelo Chile, com 17,6% e, em terceiro lugar, com 17,1%, a Rússia.

De acordo com o último Informativo Casa Rural, os abates de bovinos somaram 288,5 mil animais em janeiro deste ano, 9,2% a mais que as 264 mil cabeças abatidas em dezembro.