MENU
Sul News
Naviraí - MS, 21/11/2017
Hoje: Máx 0°C / Mín 0°C

Saudosismo pátrio

INDEPENDÊNCIA DO BRASIL

Por Paulo Hamilton Marinho 07/09/2017 - 08:53 hs

* PAULO HAMILTON MARINHO

Conforme o calário cívico, em 1º de setembro tem início a Semana da Pátria.

No meu tempo de criança, quando o nono mês começava, toda a comunidade escolar ficava na maior euforia. Naquela época, as professoras incentivavam os alunos a escreverem temas ligados à Independência do Brasil. Era costume de se fazer o hasteamento da Bandeira, por ocasião das festas cívicas, bem como o entoar do Hino Nacional.

Mas o tempo passou e muita coisa mudou. Nos dias atuais, a realidade é completamente diferente do que era na minha infância.

Hoje a maioria das pessoas só pensa no Brasil a cada quatro anos durante a Copa do Mundo. A maior parte da população só se lembra que somos brasileiros, quando passa a torcer pela nossa seleção de futebol. Mas quando passa o mundial, tudo volta ao normal. Pouca gente continua cantando o Hino Nacional.

É como se fôssemos brasileiros, somente de quatro em quatro anos. Muitos jovens consideram o patriotismo como caretice ou coisa do passado. Mas amar ao próprio país, não é nenhuma caretice e nem motivo de vergonha para ninguém.

Você, meu caro leitor, minha cara leitora, se lembra daquela célebre frase, do ex-presidente John Kennedy? "Não perguntem ao seu país, o que ele pode fazer por você, mas sim, o que você pode fazer pelo seu país". Pois bem! Na minha modesta filosofia, a Semana da Pátria tem que ser muito mais que uma ocasião de festas. Precisamos enxergá-la, como sendo a grande oportunidade de pensarmos  e refletirmos sobre o Brasil no qual vivemos e o Brasil que todos queremos.

Se por um lado, os fatos e acontecimentos que temos visto não nos dão nenhum motivo de comemorações, por outro lado, eles nos incentivam a lutarmos diariamente, contínua e incessantemente, para mudarmos nossa realidade atual.

O Brasil é muito maior que seus problemas. O povo brasileiro é forte, destemido, corajoso, persistente e acima de tudo guerreiro. Todos os problemas e males, que hoje afligem a todos nós podem ser solucionados. Seja a corrupção política, a falta de presença do estado onde se faz necessária, o desemprego, a falta de saúde, de educação, de segurança, de justiça e da ação social, enfim, todos os problemas que assolam a nossa pátria e ao nosso povo, podem ser vencidos e derrotados. Para isto, basta que nos dispusemos a dar o primeiro passo.

Onde o governo se mostra inerte, mas o povo se mobiliza e vai à luta, tudo pode dar certo. A vitória pertence a quem luta com fé em Deus e muita coragem.

Em 2018 teremos eleições no país para deputados estaduais, federais, senadores e governadores dos Estados. A construção de um novo Brasil e de uma nova sociedade, passa necessariamente pelo voto consciente. Não podemos mais esperar. A luta pela mudança deve começar imediatamente.

Vale a pensa pensarmos sobre isto, durante hoje, o Dia da Independência do Brasil. Chegou a hora da mudança. Chegou a nossa vez. Vamos abraçar a esta difícil, árdua, mas nobre e laboriosa missão. A missão de começarmos a trabalhar e lutar, em busca de dias melhores para todos nós. A hora é agora! A hora e a vez do Brasil.


Aproveitamos do ensejo para parabenizar a Administração, através de suas Gerências Municipais de Educação e da Fundação de Cultura pelas comemorações da Semana da Pátria 2017

* PAULO HAMILTON MARINHO é professor aposentado e atualmente trabalha na equipe da Assessoria de Imorensa da Prefeitura de Naviraí.